Como está a tua mente?


A maior parte de nós, na maioria do tempo, anda com mente a mil à hora e acabamos por fazer tudo pelo automático, sem pensarmos, sem reflectirmos se determinada situação, comportamento é realmente benéfico para nós, se realmente é o que nós queremos para nós...

Andamos numa correria, andamos tão à pressa todos os dias, andamos com tantos pensamentos na nossa mente, que a maior parte do tempo ela nem consegue reflectir para encontrar uma solução adequada para melhorar a situação actual.


Sentes que és uma destas pessoas?

Como está a tua mente neste momento?

Será que está assim?


Se assim for, partilho uma fábula que te poderá fazer sentido.

"Chávena de Chá

Um professor de filosofia foi ter com um mestre zen, Nan­in, e fez-lhe perguntas sobre Deus, o nirvana, meditação e muitas outras coisas.

O Mestre ouvi­u em silêncio e depois disse.

- Deixa-­me primeiro servir­-te uma chávena de chá.

O Mestre fez o chá.

Fervilhando de perguntas, o professor esperou.

Quando o Mestre serviu o chá encheu a chávena do seu visitante e continuou a enche-­la.

A chávena transbordou e o chá começou a cair do pires até que o seu visitante gritou:

- Pára, não vês que o Pires está cheio

- É exactamente assim que te encontras. A tua mente está tão cheia de perguntas que mesmo que eu responda não tens nenhum espaço para a resposta.

- Sai, esvazia a chávena e depois volta."






Identificas-te?

Pois é, nós temos tantas e tantas perguntas, ao ponto que a nossa mente está tão cheia que não tem mesmo espaço para ver soluções diferentes.... para ouvir as respostas ás perguntas que fazemos, seja a nós ou ao exterior e nem para aceitarmos outras ideias para além das que repetimos continuamente na nossa vida... mesmo quando já nos apercebemos que continuando a fazer dessa forma, não obtemos o resultado que desejamos...


Continuando a não parar, continuando a fazer tudo da mesma forma... continuando a insistir em não mudar nada... Mas... queremos a mudança... a grande MUDANÇA na nossa vida! Mas sem parares, sem fazeres nada de diferente, achas mesmo que é possível que essa mudança aconteça?


Convido-te, PÁRA agora por segundos... respira fundo e liberta um espacinho... e faz-te esta pergunta a ti... Ouve a resposta com a maior sinceridade possível... assume essa resposta... admite o que tens querido ignorar.

Para que realmente consigas mudar a tua vida, é necessário parares, esvaziares a tua mente das coisas que já deixaste de precisar, arrumares a tua casa mental e criares espaço para novas ideias, novas soluções, novas respostas, novas indicações e assim, conseguires ouvir o que te dizem e principalmente para te conseguires ouvir a ti... de forma a conseguires obter as respostas ás perguntas que queres... as quais, acredita, estão mesmo dentro de ti...

Quando realmente conseguires parar, vais perceber que deixas de ter necessidade de procurar as soluções no exterior e encontras as tuas respostas, as tuas soluções dentro de ti...


Hoje, deixo-te o desafio de experimentares a começar a esvaziar a tua chávena... a tua mente, para que comeces a ficar com a tua mente aberta e receptiva para novas soluções, sinais, ideias....

Experimenta e já sabes, se quiseres, partilha comigo, estás à vontade.


Tudo de bom para ti

Dora Alcaria



Nota: O texto foi escrito de acordo com o antigo acordo ortográfico





Featured Posts
Recent Posts
Archive