Dezembro... Aquele mês!!!


Dezembro é um mês de um grande misto de emoções... é um mês que muitos adoram, que outros detestam e que para outros é indiferente...


Eu pessoalmente, já passei pelo adorar e pelo não apreciar e agora estou mais no indiferente... pois ao longo da minha caminhada aprendi que as coisas têm o significado que nós lhe atribuímos e o mês em si, não tem "culpa" e como tal, hoje vejo-o de uma forma diferente e de há poucos anos para cá, comecei a ver o mês de Dezembro como sendo um mês de grande reflexão! É o mês do ano em que decidi fazer as grandes reflexões da minha vida, do meu ano que está a terminar e sempre que posso, tiro uns dias só para mim, faço um retiro de 2 ou 3 dias para me ligar e cuidar um pouco mais de mim…

Decidi que este mês, seria o mês que eu dedico mais tempo a mim... mesmo quando todo o exterior está à minha volta a desafiar que eu continue a fazer o que socialmente é normal... e supostamente correcto.

Não quero dizer com isto que sou contra e quando assim o sentir poderei, novamente, mudar a forma como vejo o mês de Dezembro... mas hoje é assim e apesar de muitos acharem estranho... é o que eu prefiro e como já deixei de fazer o que os outros acham que deve ser feito, então, sinto-me bem em cumprir com o que é bom para mim e com o que me faz sentir bem. Simplesmente respeitando a minha vontade e não o que a sociedade acha que deve ser.

Como disse, este é o mês de grande reflexão e apesar de ser importante, em qualquer altura do ano, nós avaliarmos e planearmos o que queremos que aconteça... O Mês de Dezembro é favorável a isso, pois seguindo o nosso calendário civil, estamos a encerrar um ciclo e a começar outro... e devemos encerrar bem o que está a terminar e planear bem o novo, para não entregarmos o nosso sucesso ao acaso e para que o novo ciclo comece bem desde o inicio.


Imagina por exemplo, um atleta de alta competição, para que tenha sucesso e atinja o resultado que deseja na prova, ele tem que se preparar antes de começar... aliás muito antes, Certo? Pois se ele, só pensar nisso quando iniciar a prova, achando que durante a prova tem tempo para o fazer, certamente não terá o resultado que deseja... Certo?

O mesmo acontece com a preparação do novo ano... temos que o preparar antes de ele iniciar, para entrarmos em acção logo no primeiro dia e depois irmos ajustando a preparação ás situações que surgirem.

É importante, dedicares algum do teu tempo, no ultimo mês do ano, a analisar tudo o que aconteceu ao longo do ano que está a terminar, porque é ao reveres aquilo que aconteceu, que serás capaz de aumentar o teu nível de consciência de tudo o que conseguiste fazer, de todas as mudanças que fizeste, tanto pequenas como grandes e ao mesmo tempo tomas consciência de tudo o que ainda podes e queres fazer. Ao tomares esta consciência estás a aprender mais coisas sobre ti e de certa forma, sobre tudo o que te rodeia, que te influência. E se o fizeres de uma forma tranquila, sozinho(a), em paz, ainda vais potencializar muito mais esta aprendizagem. Estes momentos podem ser a passear na praia, na serra, no campo, na tua casa ou em qualquer lugar que te sintas bem e em paz... isola-te por momentos do mundo e liga-te ao teu Eu, à pessoa mais importante da tua vida que és tu mesmo(a)... Esta pessoa mais importante da tua vida, que és tu... será a tua companhia para o resto da tua vida... por isso, é tão importante a tratares bem, a mimares e amares... Quanto te ligas desta forma à tua essência, ao teu Eu verdadeiro... é o momento onde te “caiem as fichas quase todas”, ou seja, as respostas que precisas para planeares o que tu mais desejas para ti :) 2017 pode ter sido um ano desafiante, as coisas podem não ter fluido como desejavas, como planeaste ou pode ter sido um magnífico ano... independentemente do que aconteceu... tu podes já hoje começar a planear para que 2018 seja um ano melhor... que seja Brutal... maravilhoso e cheio de coisas boas! Que seja o Ano da tua vida!!! E se 2017 foi um ano complicado, umas das reflexões que te convido a fazer é o que aprendestes com esses desafios? O quanto cresceste? O quanto estás diferente? O quanto melhoras-te? O quanto te ajudou, a te conheceres melhor?

É importante fazeres esta reflexão, para tomares a consciência da importância que esses desafios tiveram e perceberes que afinal talvez não tenham sido assim tão negativos. Nesta reflexão de tudo o que aconteceu em 2017 é importante ires escrevendo tudo o que aconteceu e que tu agradeces... e quando terminares de agradecer as coisas boas que é o mais fácil, mas mesmo assim, muitas vezes fica para trás coisas que consideramos banais, mas que deves agradecer sempre... como por exemplo o teres uma casa onde dormes confortavelmente, ter comida, água, luz, internet, telemóvel, teres a possibilidade de estares a ler este texto e tudo o mais... pega nas reflexões da analise que fizeste às coisas menos boas e agradece também essas coisas que te permitiram crescer, melhorar, aprender, evoluir... Eu sei que é desafiante, mas também sei que é possível.

E aproveita para escreveres muito, eu gosto de registar tudo, pois gosto muito de escrever, como já deves ter percebido :) e acredito mesmo que o escrever é uma das técnicas mais poderosas que temos ao nosso dispor e totalmente acessível, por isso aproveita, usa e abusa desta técnica magnífica e muito poderosa. O escrever faz com que se tenha uma maior consciência das coisas e essa consciência trás aprendizagem e é muito importante aprendermos com o que passou. Jim Rohn, autor e palestrante motivacional Americano, defendia a ideia de usar o passado como semente para o futuro, e quando eu li esta citação, fez-me muito sentido, pois recolher as sementes das colheitas passadas, é aproveitar uma parte daquilo que semeamos e colhemos no passado (Aprendizagem), para voltar a semear no futuro (novo projecto, nova tentativa), para que possa dar mais frutos (Novos resultados). Então, para encerrares bem o ciclo do ano de 2017, o primeiro passo é avaliares como foi o teu ano, reflectindo sobre tudo o que aconteceu e agradecendo (muito importante). Caso tenhas escrito os teus objectivos para 2017 é altura de confirmares o que conseguiste ou não atingir, perceber que até podes não ter atingido a 100%, mas se não tivesses criado como objectivo, muito provavelmente nem tinhas conseguido o que já conseguiste, por isso já valeu a pena..



É altura também de perceberes que muito provavelmente há coisas que tinhas planeado para 2017 e que já não faz sentido e ok, está tudo certo... num ano há muita coisa que muda... como também certamente conseguiste realizar outras que não tinhas planeado ou que pensavas que seria para mais tarde... Aceita.


Depois de teres analisado, é importante perceberes como te sentes neste preciso momento após esta a avaliação, analise.

Nesta fase eu uso uma ferramenta, que eu acho brutal e que aprendi com o Coaching e que todos os meus clientes de coaching ou quem já fez os workshops de Coaching comigo também conhece, que é a Pizza da vida, que foi desenvolvida pelo Daniel Sá Nogueira, mas para quem não conhece pode utilizar a Roda da vida.


Neste momento, já avaliaste, reflectiste, agradeceste e tens o teu estado actual detectado, ou seja, sabes verdadeiramente em que situação estás, qual a tua realidade neste momento, que será o teu ponto A e agora sim, estás em condições de seguires para o planeamento de 2018 e descobrires o teu Ponto B, onde queres chegar. Qual o objectivo que queres atingir em 2018, para que 2018 seja o Teu Ano


Então, bora lá avançar?


Agora, é o momento de pegares em cada fatia da tua Pizza da vida (trabalho, saúde, dinheiro, Romance, família, Desenvolvimento pessoal, Hobbies, a relação contigo, etc) e começares a escrever como queres estar daqui a um ano em cada uma das fatias e até daqui a 5 ou 10 anos. Por exemplo, se tens um 4 numa fatia, pergunta-te:

"O que tem que acontecer nesta área para eu ter um 8, 9 ou 10?"

É importante saberes o que realmente queres... pois sem isso, é muito difícil melhorares o que tens actualmente. E escreve.... uma dica é arranjares um caderno para o fazeres...

Escreve tudo o que desejas que aconteça, descriminando ao pormenor, mesmo que te pareça difícil, porque caso haja em ti uma vozinha que te diga que é possível... então é porque é mesmo.

Depois de escreveres tudo o que queres, passas a ter conhecimento do TEU ponto B em cada área da tua vida... e é muito importante ser verdadeiramente o TEU ponto B e não o de outra pessoa, ou seja, não o que os outros dizem que devia ser.

Com o objectivo bem definido, tens que encontrar as ideias, soluções para conseguires realizar os objectivos, Certo?

Pois caso contrário, não vai passar de um objectivo, e como tal, tens que escrever tudo o que tens que fazer para lá chegares, tudo mesmo, para que chegues à ideia luminosa. Regista tudo o que te surgir na cabeça, mas tudo mesmo, mesmo que pareça muito maluco :) para que te surja aquela ideia que vais dizer "Como é que eu não pensei nisto antes??".


Desta lista do que queres ter em cada fatia, foca-te agora, no que queres realmente ter daqui a um ano e nas coisas que precisas fazer para que isso aconteça e caso seja possível, distribui pelos meses, criando assim os teus objectivos para o ano e caso e caso faça sentido para ti, podes criar logo para cada mês.

Acabaste de construir a tua Bússola de orientação para percorreres o teu ano de 2018 e conseguires chegar ao teu destino de forma facilitada e com uma maior orientação.


Nesta fase, no meu caso pessoal, eu crio Objectivos para o ano todo e para o Mês de Janeiro... no fim de Janeiro, avalio o que consegui fazer e crio os objectivos para Fevereiro e assim sucessivamente.

Desta forma, constantemente estou a lembrar-me e a escrever os objectivos que quero alcançar durante o mês e ano.

Para alem disso, para me ajudar a focar, eu a cada semana escrevo os objectivos para a semana... com base nos do mês.


Tu podes arranjar a forma que mais te identificas.


Neste momento, estás totalmente preparado(a) para entrares em acção logo no dia 1 :)

Esta fase da implementação/acção é crucial e fundamental... pois tu podes ter preparado tudo muito bem, mas se depois não entrares em acção... não vai passar do papel e consequentemente pode surgir a frustração e nós não queremos isso... por isso, vamos "arregaçar as mangas" e fazer acontecer!

Bora lá!!


Resumindo:


Não precisas fazer todo este processo seguido, mas é importante que faças esta avaliação/reflexão e este planeamento longe de distracções… Para mim, funciona estar no meu quarto de reflexão, ou estar junto do mar, na areia ou no carro a observar o mar... Tu podes escolher o que for melhor para ti... qualquer lugar que seja inspirador para ti… E considera este exercício, simplesmente como algo para reflectires… escolheres as sementes boas, para semeares já no teu inconsciente, de forma a começares a ver logo resultados em Janeiro e que durante o resto do ano dê as flores e novos frutos muito saborosos.


Estas horas dedicadas a este processo, são muito gratificantes e inspiradoras para mim… e que me fazem chegar mais longe do que quando não o fazia... Por isso, se pensares que são horas desperdiçadas o escreveres tudo o que te sugeri, reflecte só se tens estado a conseguir atingir o que queres... Caso a resposta seja não, então, talvez esteja na hora de experimentes de outra técnica.

O que achas?


Mas lembra-te de algo muito importante, tens que ir tratando dessas sementes, com carinho, amor, força de vontade, persistência... sim, é como se tivesses realmente a plantar umas sementes na terra, ou seja, se plantares e nunca mais regares, se nunca mais tratares elas morrem enterradas... e nunca vão brotar. O mesmo acontece com os teus objectivos, caso os faças e nunca mais olhes para eles... então, tens que lhes dar muita atenção e ir ajustando conforme as coisas vão acontecendo.

E lembra-te, mesmo que não aconteça exactamente como estás a planear agora, certamente conseguiste muito mais do que se não tivesses planeado e outro ponto de vista muito importante é que pelo menos tentaste e sabes se gostas ou não e não alimentas essa duvida/ilusão para o resto da tua vida "se tivesse feito..."

Ao leres tudo isto, podes perguntar-te o porquê que eu estou a partilhar isto contigo? Partilho, porque desde que pratico este procedimento tenho conseguido atingir mais resultados e a cada ano vou aperfeiçoando e como tal, se te ajudar a ti a atingires mais resultados irei ficar muito feliz :)

Espero que aproveites algumas destas dicas e que as possas tornar essenciais para o sucesso do teu ano de 2018 e consequentes :) Desejo um magnífico resto de 2017 e bons planeamentos para 2018.

Tudo de bom para ti. Dora Alcaria

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
  • Facebook Basic Square
  • Instagram
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn ícone social
Follow Us

Para mais Informações ou marcação:

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Todos os direitos reservados a Dora Alcaria

Livro de reclamações.jpg