Valores


Entre muitos outros...


Certamente, é algo que é importante para ti, algo que tu realmente valorizas e não o que dizes que valorizas, ou o que gostarias de valorizar, ou seja, é o que tu colocas em prática dia-a-dia... É o que tu és, é a tua identidade.

Por exemplo, tu podes valorizar muito a contribuição e até gostavas de contribuir para o mundo melhor, mas, se não o fazes no teu dia-a-dia, então não é um valor activo em ti neste momento.

Agora por exemplo, se tu valorizas a verdade, e praticares no teu dia-a-dia a verdade, então sim, a verdade é um valor activo em ti neste momento.


Os teus valores... são a tua identidade... e é algo que é tão importante para ti, que determina as tuas crenças, o que tu pensas e acreditas em relação a ti e à vida.


Como tal, os teus valores determinam os teus resultados, pois ao viveres na prática, no teu dia-a-dia os teus valores... irás obter resultados consoante esses teus valores.


Por exemplo, Mahatma Gandhi tinha grandes valores de contribuição, de paz, amor, humildade, igualdade, compaixão nas suas atitudes diárias... e os seus resultados demonstraram isso... Já Donald Trump, de quem se fala tanto agora, certamente alguns dos seus valores actuais são poder, conquista, autoridade, confiança, realização profissional, sucesso... e é esse o resultado que ele está a ter...












Mas na verdade, todos temos os mesmos valores.

E neste momento, possivelmente, tu estás a dizer "É impossível, todos termos os mesmos valores" Mas sim, temos... podem, é uns estarem mais activos do que outros.

Até um ladrão tem o valor da honestidade e se calhar até pratica mais do que grande parte da sociedade... porque ele pode não ser honesto para com quem rouba... mas para o grupo dele, regra geral eles têm valores muito rígidos de honestidade, de fidelidade e vivem isso na prática.


Pode ser estranho pensarmos que todos temos os mesmo valores... mas se analisares bem consegues perceber que sim...


Então o que faz cada pessoa ter um comportamento tão diferente?

O que difere é a ordem e a importância que damos a cada um deles. Ou seja, é a ordem pela qual nós os valorizamos, é a hierarquia em que os utilizamos na prática na nossa vida.


Então, pegando no nosso exemplo do ladrão. Tu colocas a honestidade em primeiro lugar para todas as pessoas, certo? Já o ladrão só a coloca em 1º lugar para o grupo dele.


Outro exemplo, se alguém tem o valor da família acima do valor do trabalho, irá acreditar que é mais importante dedicar tempo com a família, proporcionando-lhe um sentimento positivo quando está com a família, o que faz com que procure estar mais tempo com a mesma.

Por outro lado, se alguém tem o valor do trabalho acima do da família acreditará que deve dedicar mais tempo no seu trabalho e carreira, pois acredita, por exemplo, que será isso que lhe vai trazer mais estabilidade financeira. Assim vai associar mais prazer ao tempo que passa no trabalho do que em casa, agindo segundo essa emoção.

Mas isto não quer dizer que ambas as pessoas não tenham o valor da família e do trabalho... simplesmente as ordens são diferentes.


A grande boa noticia, é que os valores são dinâmicos, e a sua ordem pode variar com a nossa situação actual. Como tal, podes alterar a ordem, quando assim sentires que é o melhor para ti.

E como tal, hoje podes colocar o trabalho e a carreira em primeiro lugar por determinado motivo... mas depois, quando sentires que é altura de alterar, podes colocar a família em primeiro, ou amigos, ou o que tu quiseres... é totalmente flexível.


Esta tomada de consciência é muito importante, para que realmente possas orientar o teu "trabalho" interior em função dos teus valores e da sua hierarquia, porque se a tua mudança for "simplesmente" a nível dos comportamentos, apesar de já ser óptimo, é insustentável e de curto prazo e como tal, o "problema" volta.


Mas se orientares o teu "trabalho" interior, a partir dos teus valores e crenças, estão estás a "trabalhar" de forma sustentável e de longo prazo. É uma mudança mais lenta, mas muito mais sustentável.


Vou partilhar contigo um dos meus exemplos pessoais: Eu sempre valorizei muito quem conseguia ser formador, fazer apresentações em publico... valorizava... mas não era uma valor activo em mim, porque acreditava que eu não tinha capacidades, que não era capaz e como tal era incapaz de o colocar em prática, não o vivia na minha vida... e era algo que na minha hierarquia tinha uma classificação bem baixa... ao ponto de nem colocar a hipótese de o fazer. E os resultados eram eu não avançar com nada que tivesse que falar para mais do que uma pessoa... e quando pensava que tinha mesmo que fazer... era um stress. Mas houve um momento na minha vida que eu decidi mudar e alterar esta ordem, porque senti que necessitava e que era importante para mim e decidi passar este valor para os primeiros da hierarquia... e o "milagre" aconteceu... Claro que não foi de um dia para o outro... eu tive que me focar nisso... eu comecei a "trabalhar" para que isso mudasse... eu quis e foquei-me em fazer com que isso acontecesse... eu desafiei-me... eu sai totalmente da minha zona de conforto... e consegui... e hoje, faço regularmente e como tal, actualmente é verdadeiramente um valor que coloco em prática no meu dia a dia, e como tal, os meus resultados reflectem isso...


Ao tomarmos consciência desta relação, percebemos que a razão de ser dos nossos resultados são os nossos valores, e com isto podemos fazer grandes mudanças na nossa vida.

Também nos ajuda a conseguir perceber um pouco a psique do ser humano… e o motivo de estarmos a ter os resultados que estamos a ter, em qualquer área da nossa vida.

O desafio que te lanço hoje é:

1º Escreve os teus valores.

2º Analisa e verifica os que realmente estás a colocar em prática, os que estão activos.

3º Coloca na ordem que os estás a praticar

4º Verifica se tens que alterar a ordem de algum para conseguires novos resultados, para conseguires os resultados que desejas atingir. 5º Foca-te nesse valor e faz tudo o que poderes para o colocar em prática.


Nota: Por mudares a ordem dos valores, não quer dizer que deixes de os poder praticar, nada disso... simplesmente, por uns tempos, vais dar mais atenção ao valor que necessitas de ter novos resultados.


Bom desafio e se quiseres partilhar... perguntar alguma coisa, está à vontade.

Tudo de bom para ti Dora Alcaria

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
  • Facebook Basic Square
  • Instagram
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn ícone social
Follow Us

Para mais Informações ou marcação:

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Todos os direitos reservados a Dora Alcaria

Livro de reclamações.jpg