As Duas Sementes!!!



«Na primavera, uma menina semeou o seu jardim. Duas sementes acabaram sendo enterradas, uma ao lado da outra.

A primeira semente disse para segunda: “Pensa como será divertido, vamos crescer, as nossas raízes vão chegar ao fundo do solo e, quando elas estiverem fortes, vamos germinar da terra e tornar-nos umas lindas flores que todos irão ver e admirar!" A segunda semente ouviu mas estava preocupada. “Isso parece giro”, disse, “mas a terra não está muito fria? Estou com medo de estender as minhas raízes nela. E se alguma coisa correr mal e eu não me tornar bonita? Então a menina pode não gostar de mim; estou com muito medo”. A primeira semente, no entanto, não estava intimidada. Empurrou as suas raízes para baixo na terra e começou a crescer. Quando suas raízes estavam fortes o suficiente, ela emergiu do solo como uma linda flor. A menina inclinou-se cuidadosamente para ela e, orgulhosamente, mostrou a flor perfumada para todos os seus amigos. Mas enquanto isso a outra semente permanecia dormente. “Vamos lá”, a flor dizia todo o dia para a sua amiga, “está quente e maravilhoso aqui em cima, no sol!” A segunda semente ainda que impressionada, permanecia amedrontada e com insegurança empurrou uma raiz no solo. “Ai”, gemeu. Esta terra ainda está ainda muito fria e dura para mim. Eu não gosto disto. Prefiro ficar aqui na minha própria concha onde estou segura e confortável. “Tenho muito tempo para me tornar uma flor”. Nada do que a primeira semente dissesse mudava a mente da segunda. Então, um dia, um pássaro esfomeado voou no jardim, bicando o solo, procurando algo para comer. A segunda semente que estava logo abaixo da superfície, ficou com muito medo de ser comida. Mas a sorte, é que um gato pula do peitoril da janela e espanta o pássaro. A semente suspirou de alívio! E neste momento, tomou uma importante decisão: “Estou a desperdiçar o meu curto tempo aqui na terra”, disse. “Vou seguir os meus sonhos de crescer em vez dos meus medos”. Foi então, que a segunda semente começou a espalhar as suas raízes e também ela cresceu, tornando-se uma linda flor.»


Esta fábula, mostra de um forma simples e eficaz como os medos limitam a vida... limitam a felicidade... limitam a liberdade... e muitas das vezes, não passam de meras ilusões e nunca acontecem realmente... ou só acontecem muitos e muitos anos depois... e até lá sofres sem necessidade... deixas de viver... ou foste realmente "comido(a) por um pássaro"... pois, lembra-te que nem sempre está lá o gato para te salvar.

Atreve-te a espalhares as tuas raízes pela terra... atreve-te a crescer... atreve-te a seres um linda flor... atreve-te a conquistar os teus sonhos... atreve-te a ser Feliz... atreve-te a confiar... atreve-te a VIVER A VIDA!

Simplesmente... ATREVE-TE!!!


Tudo de bom para ti.

Dora Alcaria

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
  • Facebook Basic Square
  • Instagram
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn ícone social
Follow Us

Para mais Informações ou marcação:

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Todos os direitos reservados a Dora Alcaria

Livro de reclamações.jpg