Gratidão


Gratidão!

Palavra tão falada e por vezes tão pouco utilizada na sua verdadeira essência...


Quando falo em gratidão e que "temos" que ser gratos por tudo o que acontece... mesmo pelas coisas que não acontecem como mais desejaríamos... há normalmente uma grande resistência...


Sei que não é fácil aceitarmos as coisas que achamos que são menos boas para nós... Que queremos sempre que tudo corra como achamos que é o melhor... Mas será que o que achamos que é o melhor, será mesmo o melhor para nós, para a nossa aprendizagem, para o nosso crescimento?


Por experiência própria, quando consegui agradecer, tudo o que tenho... tudo o que me foi acontecendo na minha caminhada, quando consegui aceitar e ver o lado positivo das coisas menos boas que me tinham acontecido ao longo da vida e que tanta revolta, raiva, dor, tristeza, vergonha e até pena de mim própria, me tinham causado... libertei-me do papel de vitima e a minha vida deu uma grande transformação... pois percebi que SÓ SOU o Ser que sou hoje, graças ás grandes aprendizagens que tive com essas situações e certamente seria uma pessoa totalmente diferente do que sou hoje... e quase de certeza que nem estaria a escrever este texto...


E há quem pergunte, mas porquê que não pode acontecer só coisas boas e como desejamos? Porquê que para sermos o que somos temos que sofrer? Será que não é possível conseguir sem sofrer? Podia ser mais fácil... podíamos conseguir sem sofrimento...

Sim, podemos... e até temos muitas oportunidade para isso... e há quem as aproveite... mas repara que muitas vezes nós só reagimos, só mudamos de atitude quando algo de menos bom acontece... sendo assim, grande parte das vezes, nós é que somos responsáveis por nos acontecer algo de menos bom na nossa vida...

Neste momento tu pensas: "Eu responsável pelas coisas menos boas que me acontecem???"

Pois é, repara que enquanto tudo corre bem, não fazes nada para melhorar... nem te lembramos de agradecer as coisas boas... não valorizas nada do que tens, do que já conseguiste...

Então, alguns dos factores que nos faz atrair acontecimentos menos bons, são o nosso comodismo... o medo do desconhecido... de arriscar... de fazer coisas novas... de sairmos da nossa zona de conforto... entre outros...


Hoje, com a prática regular do agradecimento, sou capaz de falar naturalmente das coisas que mais me fizeram sofrer, das coisas que me faziam sentir pena de mim própria... pois hoje sei que são essas coisas que transformaram-me no Ser que sou hoje...


Se gostava que muitas tivessem sido diferentes... sem duvida que sim... mas neste momento aceito e percebo que não tenho que ficar agarrada ao que aconteceu no passado... pois nada posso fazer para alterar... mas posso sim... aceitar, agradecer o que aprendi e seguir em frente... para atrair um presente e um futuro que eu desejo para mim... e sempre que não acontece bem o que desejo... aplico a aceitação e o agradecimento da aprendizagem e sigo em frente...


Sei que ainda tenho muito que melhorar nos agradecimentos a fazer... mas agradeço por tudo o que já consegui e por tudo o que me sinto grata... Este é um "trabalho" diário e continuo... tanto o agradecimento como em qualquer outra técnica que se possa usar... é algo que tens que praticar regularmente... diariamente... infinitamente na tua vida...


Podes estar neste preciso momento a dizer para ti "Dizer é fácil", "Como posso eu agradecer algo tão terrível que me aconteceu?" "Não tenho nada na vida para agradecer"...

A minha sugestão é que comeces por agradecer algo pequeno... algo tão simples como o sol iluminar o teu dia, o de teres água acessível, o que comes, o poderes caminhar livremente na rua, o de ouvires, o de poderes estar a ler este texto, o de teres uma casa para viver, o de teres saúde, o de estares neste momento a respirar, o acordares e teres a oportunidade de mais um dia...

Certamente que pelo menos uma destas coisas ou qualquer outra que te lembres tens na tua vida... Certo? Mas como tudo isto, para nós, é um dado adquirido, não valorizamos... como tal, nem nos lembramos em agradecer.

Mas essa é uma das grandes mudanças que toda a humanidade tem que fazer... e caso ainda não o sejas, sê grato(a) pelas pequenas coisas que te acontecem no teu dia-a-dia e com o tempo, vais ver que começam a cada dia mais a acontecer coisas grandes para agradeceres.


Todas as coisas são importantes de agradecer... se agradeceres todos os pequenos passos que dás... certamente conseguirás chegar mais longe.

Lembra-te, que na construção de uma casa, todos os tijolos são importantes para a sua construção... todos sem excepção... e a todos temos que agradecer.


Experimenta... só assim poderás comprovar que é possível... foi o que eu fiz e o que muitas pessoas que já conhecem a sensação o fizeram... e tu como eu consegues... todos conseguimos... desde que se queira verdadeiramente... desde que a vontade venha do coração.


Para experimentares, convido-te a um desafio:

Faz, ainda hoje, uma lista das coisas que te sentes grato(a).


Outro desafio um pouco mais desafiante, mas muito poderoso:

Cria o teu caderno de gratidão e nele escrever diariamente ou pelo menos 2 ou 3 vezes por semana, antes de dormires, 5 a 10 coisas que aconteceram e te sentes grato(a) e quando te deitares adormece sentindo e absorvendo essa gratidão...

​Ao escreveres... ao criares esta tua lista, este teu caderno observa como se sente o teu corpo, a tua mente...


Gratidão... é só o que tu precisas para dares valor a tudo o que já tens!!!

Agradeço-te a ti por estares a ler este texto.


Agradeço a mim, por hoje ser capaz de escrever este texto.


Agradeço a todas as pessoas que, sem saberem, ajudaram e contribuíram para que eu hoje consiga, escrever este texto.


Tudo de bom para ti.

Dora Alcaria



Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
  • Facebook Basic Square
  • Instagram
  • Twitter Basic Square
  • LinkedIn ícone social
Follow Us

Para mais Informações ou marcação:

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Todos os direitos reservados a Dora Alcaria

Livro de reclamações.jpg