Como é “ser hipnotizado”?

Estar sob um estado de hipnose é estar num estado natural, que espontaneamente nos acontece em vários momentos do quotidiano.

 

Ao estar em transe hipnótico ocorre um processo chamado hiperestesia sensorial, que faz com que os sentidos se tornem ainda mais sensíveis. Não somente os sentidos, mas o indivíduo como um todo e com isso, poderá melhorar as suas qualidades adormecidas.

 

Todos nós, já experimentámos momentos de leve transe espontâneo ao longo do nosso dia-a-dia, pois o estado de transe hipnótico pode ser comparado a algumas situações do quotidiano, como por exemplo, quando alguém está completamente absorvido pela leitura de um livro ou ao ver um filme - estas poderão ser consideradas situações de transe leve. No entanto, normalmente, durante a sessão de hipnoterapia o estado de transe é mais profundo.

 

Sempre que nos vamos desligando da consciência do nosso corpo físico, que actua muitas vezes automaticamente, e nos centramos em pensamentos, emoções ou sentimentos, com mais ou menos percepção lógica, vamos entrando no nosso mundo interior.

 

Terapeuticamente, o processo é idêntico, através de técnicas de relaxamento, convida-se o cliente a deixar-se entrar no mais profundo do seu mundo interior, como num sonho acordado.