O Consciente e o Inconsciente

Se fossemos utilizar a imagem de um iceberg para representar a mente, o consciente seria apenas a ponta desse iceberg, a parte consciente é muito menor do que a parte inconsciente.


No que diz respeito à capacidade de guardar informações o inconsciente consegue captar e armazenar muito mais do que o consciente. O consciente possui acesso a poucas memórias. A maioria das pessoas não tem lembranças conscientes de muitos anos atrás.

A mente consciente é responsável pelo foco, capta apenas as informações que são alvo da sua atenção.


O inconsciente guarda tudo o que vivemos, aceita as informações que passam ou não pela mente consciente. Fica aqui “gravado” tudo o que acontece na nossa vida e são acedidas de forma inconsciente, sempre que necessário.

Todos os registos do passado, do presente e do futuro ficam arquivados nesta parte da mente, pois não há cronologia. Não existe o tempo. Tudo no inconsciente é no AGORA.

E o que há de mais importante em tudo isso é que a parte da mente que “comanda” e “cria” a realidade é a mente INCONSCIENTE. São os seus pensamentos ocultos e programações internas, escondidos nesta parte mais profunda, que originam a sua visão do mundo à sua volta e os seus comportamentos.

Quando trabalhamos com o Coaching, trabalhamos mais no nosso Consciente, focamo-nos em objetivos, em informação mais concreta e normalmente do dia a dia.
O Trabalho com o método de Louise Hay, há exercícios que trabalham mais o consciente e outros, mais profundos que já vão mexer nas nossas gavetinhas do nosso Inconsciente.
Na Hipnoterapia, o trabalho é mais a nível inconsciente, vamos mexer mais no que está arquivado no nosso arquivo do Inconsciente.

São trabalhos diferentes, com técnicas e exercícios diferentes, mas todos eles com resultados magníficos para o nosso desenvolvimento pessoal. A escolha, é consoante a situação a resolver.

Para mais Informações ou marcação:

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Todos os direitos reservados a Dora Alcaria

Livro de reclamações.jpg