Como normalmente funciona uma sessão com Hipnose

A Hipnoterapia é um processo terapêutico em que o terapeuta profissional utiliza a hipnose como um meio de comunicação directa com a mente inconsciente do cliente. O estado de transe hipnótico, alcançado durante as sessões, faz com que o cliente consiga quebrar padrões limitadores e mudar algumas crenças conseguindo assim realizar modificações no seu comportamento. É um processo completamente natural e seguro, podendo ser uma opção eficiente em diversas situações.

A hipnose é provocada por diferentes métodos: fixação de um ponto fixo ou luminoso, no olhar do hipnotizador, ou pela escuta da sua palavra.

 

 

 

 

 

 

Normalmente, uma sessão de hipnose pode ser descrita em 5 etapas e para saber exactamente como funciona o processo do início ao fim de uma sessão, partilho consigo as várias etapas.

 

1ª Etapa: Entrevista

Na primeira sessão é feita uma pequena investigação mais exaustiva da realidade do cliente, ou seja o Hipnoterapeuta tem que identificar as possíveis causas que levam ao desenvolvimento dessa dificuldade… dessa realidade actual do cliente. Isso é feito através de uma entrevista em que será transmitido ao terapeuta todas as informações necessárias para o tratamento, para que este possa assim decidir qual o melhor caminho a seguir durante a terapia.

A partir destas informações o terapeuta organiza toda a estrutura do tratamento e elabora a sessão, que será feita à medida para cada cliente.

Nas sessões seguintes, a fase da entrevista é muito mais curta.

Depois de estabelecidos todos os objectivos terapêuticos, todas as dúvidas relativamente à hipnose são esclarecidas e o cliente poderá experimentar a maravilhosa sensação de entrar num transe hipnótico, o que poderá acontecer na 1ª sessão ou só na 2º e seguintes sessões.

Algumas pessoas terão mais facilidade em entrar em transe e outras têm que "aprender". Mas todos nós conseguimos entrar no estado de transe terapeutico, excepto quem têm algum disturbio a nível mental ou alguma "deficiència" que não lhe permita seguir as indicações do hipnoterapeuta. 
Nesta etapa o Hipnoterapeuta poderá fazer alguns testes ou exercícios com o objectivo de ensinar a mente do cliente a entrar mais facilmente no estado terapêutico de hipnose pretendido.

 

2ª Etapa: Indução ao Relaxamento

Em sessão, o cliente coloca-se de forma confortável, fecha os olhos e passa por um relaxamento em que há uma sensação de paz, calma e tranquilidade. Baixa-se a frequência mental, fixando-se um nível, a que chamamos de sono terapêutico. Este é um procedimento flexível, em que a história pessoal do cliente determina a forma como será personalizada a indução ao relaxamento.

 

Existem duas grandes vantagens no relaxamento: a primeira é que, ao relaxar, a pessoa pode ver e entender de uma forma cada vez mais clara os seus problemas; a segunda vantagem, é ser uma preparação para o estado mais profundo de transe.

 

3ª Etapa: Aprofundamento

O processo de aprofundamento do relaxamento irá conduzir a um transe mais profundo onde é deixado de lado o filtro crítico da mente consciente. Ao atingir este estado, existe a comunicação directa com a mente inconsciente, feita pelo Hipnoterapeuta. Isto é importante, porque o aspecto principal da hipnose é exactamente conseguir com que a mente inconsciente aceite e concorde com as mudanças que serão propostas. A mente fica mais tranquila e permite observar os assuntos em questão com uma nova e clara visão.

 

Existem vários níveis de transe, e aqui a condução pode ser feita até o estado de analgesia e de anestesia se for o objectivo pretendido.

No entanto, normalmente, numa sessão terapeutica atinge-se o estado leve ou médio, pois é o suficiente e o desejado.

Este tempo em que o cliente permanece em "sono terapêutico" pode equivaler a 8 horas de sono fisiológico, devido à profundidade do relaxamento.

 

4ª Etapa: Sugestões

Quando o cliente estiver em estado de transe, inicia-se a terapia. Chegou a hora de trabalhar a questão que motivou a sessão. Novas ideias e “sugestões” combinadas antes de iniciar a hipnose, são dirigidas directamente ao inconsciente com o objectivo de efectuar as mudanças pretendidas. Durante o transe hipnótico, o cliente ficará consciente e normalmente ouve tudo o que é dito.

 

5ª Etapa: Saída do transe 

No final do trabalho, o cliente é tirado do estado de transe e volta ao seu estado normal. Qualquer sugestão utilizada para produzir o estado hipnótico será então removida.

Segue-se uma conversa final e a conclusão da sessão.

 

As sessões podem ser gravadas. Também poderá ser ensinado a auto-hipnose para a prática e treino individual fora da consulta.

 

Para mais Informações ou marcação:

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter ícone social
  • LinkedIn ícone social

Todos os direitos reservados a Dora Alcaria

Livro de reclamações.jpg